RESUMO INTERPRETATIVO E RESUMO GRÁFICO

TECNOLOGIAS DE COMPUTAÇÃO APLICADAS EM IMAGENS DE ULTRASSONOGRAFIA DE OVÁRIO PARA IDENTIFICAR A GESTAÇÃO EM VACAS NELORE

 

Elaborado por André Cascalho Andrade e orientado por João Paulo Pacheco Rodrigues, Lucas Jacomini Abud e Tadeu Eder da Silva.

 

No manejo reprodutivo das fêmeas bovinas, a imagem gerada pela ultrassonografia é uma importante ferramenta que auxilia no diagnóstico gestacional e na seleção de animais aptos à reprodução. No entanto, a análise dessas imagens depende da experiência profissional do avaliador. Nesse contexto, tecnologias computacionais têm sido avaliadas para a interpretação de imagens na ultrassonografia humana. Entretanto, ainda há poucas informações científicas aplicadas à ciência animal. Para avaliar o uso desses recursos, utilizou-se 510 imagens de ovários coletadas de vacas nelore aos 30 dias após a inseminação artificial. O processamento computacional das informações ultrassonográficas foi avaliado buscando identificar vacas gestantes e não gestantes. Para isso, 05 diferentes redes neurais convolucionais foram utilizadas. Na fase de treinamento essas redes aplicam filtros sobre a imagem para obter uma série de mapas com características que revelam padrões específicos da imagem. Posteriormente, o modelo treinado avalia imagens novas que são utilizadas para testar seu desempenho. Os resultados demonstraram que um dos modelos (DenseNet121) obteve 78,8% de acerto ao classificar as imagens. Observou-se que as redes neurais convolucionais apresentaram potencial de indicar a gestação por meio das imagens de ovário aos 30 dias após a inseminação artificial.

 

Figura 1. Fluxograma das etapas de avaliação do uso das redes neurais convolucionais para identificação de vacas gestantes e não gestantes por meio de imagens de ultrassonografia de ovário.

andre.png

CELULARIDADE HEPÁTICA E COMPOSIÇÃO DA CARCAÇA DE NOVILHAS ZEBUÍNAS GESTANTES E NÃO GESTANTES

 

Elaborado por Gilmara Pinto Leite e orientado por Daiany Iris Gomes, Rafael Mezzomo e Mateus Pies Gionbelli.

 

Parte da demanda de carne no Brasil é atendida pelo abate de novilhas, em razão dessa categoria apresentar maior precocidade de acabamento quando comparadas aos machos. No entanto, tem sido observado o abate de novilhas gestantes. Porém, não se sabe ao certo, os motivos que levam produtores e frigoríficos comercializarem animais gestantes. Mas acreditase que, a comercialização com base no peso vivo, o aumento no consumo de matéria seca no início da gestação, a melhoria do escore de condição corporal e o desconhecimento dos índices zootécnicos estejam elencados como motivadores desta prática. Com o objetivo de trazer resultados que auxiliem produtores e frigoríficos a tomada de decisão foi avaliado a carcaça e o fígado de novilhas gestantes e não gestantes. Na carcaça, entre a 9ª e a 11ª costela, foi avaliada a proporção dos tecidos adiposo, muscular e ósseo e a composição química deste corte. No fígado foi avaliada a concentração de DNA, RNA e proteína total. Com o avançar da gestação, as novilhas diminuíram a quantidade de gordura na carcaça. As novilhas gestantes no terço final apresentaram menor proporção de gordura e maior conteúdo de DNA em comparação as não gestantes. Portanto, à medida que a gestação evolui as novilhas produziram carcaça com menor conteúdo de gordura e maior conteúdo de DNA no fígado, indicando alteração no metabolismo materno para dar suporte ao desenvolvimento do feto.

 

Figura 1Efeito da gestação sobre a composição da carcaça e do fígado de novilhas zebuínas com o avançar da gestação. G1 = gestante no 1º terço; G2 = gestantes no 2º terço e G3 = gestantes no 3º terço.

Gilmara.png

CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS E PRODUTIVAS DO Megathyrsus maximus cv. Mombaça SUBMETIDO A APLICAÇÃO DE LITHOTHANIUM CALCAREUM COM DOSES DE FÓSFORO.

 

Elaborado por James Luan N. Leite e orientado por Ricardo Shigueru Okumura e Eduardo Lucas Terra Peixoto.

 

As pastagens possuem grande relevância na produção de ruminantes e são consideradas uma fonte de nutrientes com baixo custo de implantação e manutenção. O estado do Pará possui características climáticas ideais para a produção de espécies forrageiras. No entanto, o solo apresenta acidez e baixos teores de P, que limitam o desempenho das forrageiras. Diante desta problemática ao longo dos anos, novas estratégias estão sendo estudadas para a otimização de adubos fosfatados minerais para que estes possam obter melhores rendimentos e suprir as necessidades das espécies forrageiras. O lithothamnium calcareum é um produto originário de algas marinhas que pode ser usado como um condicionador da adubação fosfatada, toda via, não se tem o acompanhamento da utilização deste tipo de produto em pastagens no estado do Pará. Com o objetivo de trazer informações que auxiliem a comunidade cientifica sobre a utilização deste produto, foi avaliado os parâmetros morfogênicos, estruturais e produtivos do capim Mombaça sobre a aplicação deste produto associado a doses de P (60, 80 E 100 kg). Observou-se que, fatores como a formação do P lábio e não lábio são determinantes na hora se se traçar estratégias para a adubação fosfatada na região e que este produto apresenta excelentes características de manutenção de atributos químicos do solo.

 

Figura1: Dinâmica experimental do fosforo no solo submetida aos tratamentos e avaliação morfogênica de forragem.

James.png